Confiança da construção sobe 1,4 ponto em abril

ICST alcança maior nível desde abril de 2015. Melhora foi influenciada pela percepção de empresários.

O Índice de Confiança da Construção (ICST) apurou 76,4 pontos em abril, leitura 1,4 ponto acima do mês anterior e o maior desde abril de 2015, quando registrou 77,2 pontos. Os cálculos são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado foi influenciado pela percepção dos empresários, que saltou 2,9 pontos no ISA-CST (Índice de Situação Atual), para 65,7 pontos, o maior desde dezembro de 2015. Todos os componentes do índice reportaram melhora. A alta mais significativa foi no segmento de Preparação de Terrenos, considerado um indicador antecedente do setor.

Em nota, a FGV afirma que a continuidade desse movimento poderá sinalizar nos próximos meses se a retomada da atividade é consistente. Já o IE-CST (Índice de Expectativa) recuou 0,2 ponto em abril, para 87,6 pontos, o que a fundação classificou como uma aparente acomodação após três altas consecutivas. A FGV salienta que o IE manteve-se acima dos níveis do biênio 2015-2016, já que os empresários continuam relativamente otimistas em relação à evolução da demanda em curto prazo.

Em nota, a fundação avalia que a recuperação lenta do setor de construção deve começar pelas obras de infraestrutura, que apresentam maior otimismo em relação ao futuro, em especial no segmento viário. Por sua vez, o Nuci (Nível de Utilização da Capacidade) do setor reduziu 0,2 ponto percentual, perfazendo 62,8%.

Informações: www.fgv.br

 

Guia Você Busca – Impresso – Pág. 26.

Edição 63 – Ano 6 – 2017 – Vale do Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado